24 de agosto de 2009

As 10 alergias mais estranhas

Postado por Samantha

1. Alergia a bebê recém-nascido


De acordo com a Universidade Americana de Obstetras e Ginecologistas, pemphigoid gestationis é uma alergia que provoca bolhas no abdômen e, em casos piores, em outras partes do corpo. As mulheres podem desenvolvê-la durante o segundo ou terceiro trimestre após dar à luz. Em casos raros, as crianças já nascem com as erupções. Joane Mackie, 28 anos, desenvolveu a alergia logo depois que deu à luz seu filho James. As feridas pelo corpo eram tão dolorosas que ela não podia nem segurá-lo e foi obrigada a ser cobrir com roupas muçulmanas. Depois de alguns meses, as erupções sumiram, mas a pele de Joane ficou toda marcada com manchas escuras.

2. Alergia a água


Conhecida como aquagenic urticaria, essa alergia afeta apenas uma em cada 23 milhões de pessoas no mundo, o que a torna extremamente rara. Os que sofrem dessa doença em geral vivem confinados em casa. Eles são hipersensíveis aos íons encontrados em água não-destilada. A adolescente Ashleigh Morris não pode nadar, entrar em uma banheira aquecida ou desfrutar de um simples banho. Até mesmo o suor causa erupções na garota. Quando seu corpo fica molhado, feridas vermelhas aparecem e levam mais ou menos duas horas pra sumir. O banho, que pode ser uma experiência bastante dolorosa, só pode durar um minuto por vez. Esses banhos breves são o único contato que Ashleigh tem com a água.

3. Alergia a sexo

Pesquisadores descobriram que algumas mulheres são alérgicas ao sêmen de seus parceiros. Os médicos conhecem o distúrbio como “hipersensibilidade ao sêmen humano”. Em casos raros, a alergia pode levar à morte, mas o mal pode ser tratado por alergistas, que introduzem amostras do sêmen na vagina da mulher a cada 20 minutos, aumentando gradualmente a quantidade ao longo das horas. A mulher também pode receber injeções com o sêmen ao longo de algumas semanas. Ambas as técnicas exigem relações sexuais duas ou três vezes por semanas para preparar o sistema imunológico.

4. Alergia a madeira


Enquanto algumas pessoas são alérgicas a certos tipos de madeira e a serragem, outras são alérgicas a todos os tipos de madeira. Isso as impede de tocar em um papel e usar um lápis, por exemplo. A alergia pode ser tão forte que faz a pele parecer ter sido queimada. Na maioria dos casos, causa irritação, tosse, espirros e urticária. Dan Hill, banqueiro de 32 anos, recusou um trabalho de £80.000 anuais para realizar seu sonho de ser carpinteiro. Só depois descobriu que tinha a alergia em questão. Para a sorte dele, havia um tipo de madeira ao qual ele não era alérgico: o carvalho galês. Dan, então, abriu uma loja de mobília com seu irmão.

5. Alergia a exercícios

Cerca de mil pessoas no mundo tem essa alergia. Anafilaxia Induzida por Exercícios é uma forte reação alérgica causada por exercícios que pode estar relacionada aos alimentos ingeridos logo antes da atividade. Crustáceos, trigo, avelã, uva e remédios como ibuprofeno, antibióticos, remédios para gripe e suplementos herbáceos podem ser os culpados. Os sintomas são fadiga, calor, coceira, vermelhidão na pele, urticárias, colapso e inconsciência. Podem ocorrer inchaço da garganta, dificuldade para respirar, asfixia, náuseas e vômito.

6. Alergia a maçãs comidas perto de bétulas

Muitas alergias ocorrem quando um tipo específico de comida é ingerido, mas Grace Morley desenvolveu uma variação rara e bizarra dessa alergia. Ela não tem problemas com nenhum tipo de maçã ou bétulas se elas estiverem separadas, mas, se Grace comer uma maçã perto de onde uma bétula estiver nascendo, ela entra em choque e pode morrer dentro de alguns minutos.

7. Alergia ao sol

Não é muito incomum que as pessoas tenham alergia ao sol, mas há um tipo específico, chamado urticária solar, que é muito raro. Essa urticária provoca erupções que podem aparecer em regiões cobertas ou expostas da pele. Os locais mais comuns são o “V” do pescoço, as costas das mãos, a parte externa dos braços e as pernas.

8. Alergia à vida moderna


Debbie Bird, 39 anos, é alérgia a campos eletromagnéticos. Portanto, não consegue utilizar telefones celular e ficar perto de um microondas, por exemplo. Se ela for expostas a eletromagnetismo, fica cheia de erupções e suas pálpebras incham. No Reino Unido, eletrossensibilidade não existe como doença. Médicos dizem que há poucas evidências científicas que ligam campos eletromagnéticos à saúde. Eles alegam que os sintomas, frequentemente atribuídos a resfriados e vírus, são psicossomáticos, mas algumas pessoas discordam. Eles calculam que cerca de 500 pessoas já estão sendo tratadas como tendo a alergia, e até 5% da população poderia ser afetada.

9. Alergia a beijos

Uma beijinho na bochceca não causa danos severos, mas beijos apaixonados podem provocar erupções, irritações, olhos e lábios inchados, bolhas nas pálpebras e desordens respiratórias. Quem tem essa alergia geralmente já tem problemas com comida e remédios, e por causa do contato com a saliva, que pode conter resíduos desses dois, algumas pessoas tem reações alérgicas. Em 2003, Jamie Stewart, 17 anos, teve um choque anafilático depois de beijar uma colega de trabalho. O adolescente tinha alergia a amendoim, e ela tinha acabado de comer um pacote deles.

10. Alergia a roupas de baixo


Esse é o tipo de reação alérgica que causa irritação, coceira e até bolhas. As roupas de baixo podem causar muita dor na região atingida. A causa principal é a alergia ao tecido com o qual as peças são fabricadas, como poliéster, algodão, látex etc. A melhor maneira de se livrar do problema é usando calcinhas e cuecas de alta qualidade, para peles sensíveis e resistentes a bactérias. Britney Spears deve sofrer desse mal, já que vive aparecendo por aí sem calcinha.

Traduzido daqui.

1 Comentário:

pineapplexxx disse...

Olá!

Seu post virou destaque na home do BlogBlogs :)

Acesse http://blogblogs.com.br

Abraços
Fernando Lima
BlogBlogs

Related Posts with Thumbnails

Melhor visualizado em Mozilla Firefox. Template by Dicas Blogger e Códigos Blog. Modificado por Samantha Ovídio.